aprender frances

5 autores francófonos que você não sabia que precisava conhecer

autores francófonos

Autores francófonos fazem parte do grande conjunto de pessoas que formam a francofonia. Pessoas do Marrocos, Bélgica, Congo, Mali, Suíça, Haiti, Quebec, entre outros, compartilham da mesma coisa, apesar de serem lugares afastados e distantes culturalmente: a língua francesa.

 

E, se você é como eu, provavelmente ama ler. Afinal de contas, não é por acaso que está aqui, não é mesmo? Contudo, acredito que você, assim como outras pessoas, não sabe por qual livro começar. Ou melhor: não conhece nada além dos clássicos franceses.

 

Por esse motivo, resolvi escrever o texto de hoje. Estão prontos para boas recomendações de 5 autores francófonos e seus respectivos livros?

Canção de Ninar de Leïla Slimani

leila
Cr: Entourage Magazine Afro

Leïla Slimani é uma escritora e jornalista franco-marroquina, além de ser diplomata francesa.  Sua obra, Canção de Ninar (em francês, Douce Chanson), descreve a relação peculiar e tensa entre uma família e sua baba. 

 

O livro que, desde o começo até o final te deixa num estado de nervosismo enorme, aborda temas como o papel da mulher na sociedade, maternidade e preconceitos entre classes, culturas e estrangeiros na França.

País sem chapéu de Dany Laferrière

autores francófonos

 Dany Laferrière é um jornalista, escritor e roteirista haitiano-canadense. Sua obra, País em Chapéu (Pays sans Chapeau, em francês) é marcada por grandes influências biográficas, mas sem deixar a ficção de lado. 

 

Na história, um escritor do Haiti retorna ao seu país natal, após vinte anos de exílio. Em suas andanças pelas ruas de Porto Príncipe, acaba por receber um convite um tanto quanto inesperado: visitar o mundo dos mortos.

Medo e Submissão de Amélie Nothomb

amélie nothomb

Amélie Nothomb é uma excêntrica baronesa e autora belga. Sua obra, Medo e Submissão (em francês, Stupeur et Tremblements) traz sua biografia e nos faz conhecer um pouco mais sobre seus anos morando no Japão. 

 

Amélie, a personagem e também a autora, nos conta como aos 20 anos entrou numa empresa japonesa chamada Yumimoto para trabalhar como estagiária. Sua vontade era de se tornar uma “verdadeira japonesa”, afinal, havia vivido boa parte da infância no Japão e não conseguia se ver como belga.

 

Com partes bem-humoradas e outras intrigantes, Amélie nos mostra como adaptar-se a outra cultura pode ser conflitante e como encontrar o seu verdadeiro “eu” pode ser mais difícil do que parece.

O Meu Pequeno País de Gaël Faye

autores francófonos

Gaël Faye é um autor, compositor, escritor, interprete e rapper franco-ruandês. O romance, Meu Pequeno País (Petit Pays, em francês), foi sua primeira obra literária a ser lançada. 

 

O livro retrata a vida de Gabriel, um menino de 10 anos que mora em Burundi, no ano de 1992. Com o pai francês e a mãe ruandesa, Gabriel passa a maior parte do tempo com sua família, seus amigos e companheiros de aventuras e brincadeiras.

 

Mas nem tudo permanece igual por muito tempo: Gabriel precisa lidar com a separação dos pais e com o começo de uma guerra civil.

Memórias de porco-espinho de Alain Mabanckou

alain

Alain Mabanckou é um famoso escritor congolês. Seu romance, Memórias de porco-espinho (Mémoires de porc-épic, em francês) nos conta a parodia de uma lenda popular congolesa que diz que todo ser humano possui seu animal.

 

Narrado por um porco-espinho filosófico e maroto, o pequeno animal realiza uma série de assassinatos, atendendo aos desejos do seu mestre.

autores francófonos

Todos os livros possuem uma versão traduzida em português, o que pode ser bom para aqueles que querem começar a se aventurar em obras estrangeiras mas sem precisar aprender a língua. É claro que, se eu tivesse que recomendar, recomendaria que todos lessem na língua original a qual foram escritos, o francês.

 

Todos os autores francófonos neste texto são extremamente bons com sua escrita e te farão pensar assuntos nos quais você jamais imaginou que iria pensar.

 
Gostou das minhas indicações? 

 

Escreva aqui nos comentários caso você conheça algum ou qual você irá ler! 

 

Caso você queira uma recomendação de um autor francês, deixo a dica de hoje: Um apartamento em Paris de Guillaume Musso

 
Quer mais indicações?  

 

Além dessas indicações, recentemente em meu Instagram fiz um post com as indicações de livros que eu e o Pedro Pacífico, conhecido como bookster, fizemos em nossa live juntos!

 

Recomendo que assista a live e procure mais sobre os livros que são simplesmente incríveis! 

 

Gostou do conteúdo? Compartilhe com os amigos!

 

À la prochaine,

 

Elisa.

Elisa Fingermann

Elisa Fingermann

Professora

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Todos os direitos reservados em 2019 para Avec Elisa.

CNPJ: 35.011.297/0001-75 | AVEC ELISA CURSO DE IDIOMAS | R: MEDEIROS DE ALBUQUERQUE, 55
Email: [email protected]