As ruas francesas e a origem dos seus nomes

Paris possui quase 7.000 vias públicas e privadas. Desde a origem da cidade e até o século XVII, os nomes das ruas de Paris foram dados a partir de circunstâncias, características e peculiaridades de cada uma delas ou de seu entorno. Por exemplo: o destino (outra cidade fora de Paris) para o qual a rua em questão levava: rue Saint-Denis; o estado físico da rua (pavimentada, esburacada, com árvores etc): rue Percée; as igrejas, escolas ou estabelecimentos públicos que existiam na rua: rue du Temple; as mansões dos nobres: rue Geoffroy-l’Angevin; grupos étnicos, religiosos ou profissionais que habitavam ou trabalhavam na rua: rue des Juifs.

 

Tudo isso geravam confusões e nomes repetidos à medida que a cidade crescia e se transformava. As coisas mudaram a partir do reinado de Henri IV (1589 a 1610) quando as ruas parisienses começaram a ser nomeadas de forma oficial e sem nenhuma relação direta com as suas características. Em 1605, somente os nomes dos membros da realeza foram dados às ruas parisienses.

 

Desde então, e principalmente durante a Revolução Francesa e até os dias de hoje, muitas ruas de Paris foram renomeadas, algumas voltando ao nome original. As famosas placas azuis com o nome das ruas, que hoje em dia são marcas de Paris, foram implementadas em 1844 por Claude-Philibert Barthelot de Rambuteau. De acordo com uma pesquisa feita pela France TV Info, somente 247 ruas de Paris (cerca de 4% do total) receberam o nome de uma mulher ilustre, mas 3.156 ruas parisienses que foram nomeadas em homenagem a um homem (cerca de 51% do total).

Algumas ruas e a origem dos seus nomes:


Rue de Sévigné (Marais): a Marquesa de Sévigné morou nessa rua de 1677 a 1696 no Hôtel de Carnavalet, onde hoje funciona o Museu Carnavalet, dedicado à história da cidade de Paris. Anteriormente a rua se chamava rue de la Culture Sainte-Catherine.


Rue Vieille du Temple (Marais): rua que levava à Commanderie du Temple, uma das ordens francesas dos cavaleiros cruzados. Tem esse nome desde o século XIII.


Rue des Écoles (Quartier Latin): rua que atravessa a região onde ficam grandes escolas francesas como a Sorbonne e o Collège de France.


Rue de l’Abbaye (Saint Germain): rua construída no terreno da abadia de Saint Germain des Prés, fundada em 543.


Rue Vide-Gousset (2º arrondissement): o nome da rua – esvazia bolso, em português – provavelmente se deve aos inúmeros roubos que nela aconteciam.


Rue de Mauvais Garçons (Marais): rua dos meninos maus, devido às gangues que frequentavam a rua.


Escreva em francês aqui nos comentários quais dessas ruas já conheceu na França ou tem curiosidade em conhecer!


Bisous!


Elisa

Gostou?
Divida isso com o mundo!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on google
Share on telegram

Todos os direitos reservados em 2019 para Avec Elisa.

CNPJ: 26.240.088/0001-02 | Rua Medeiros de Albuquerque, 55

Domine os sons do francês!

Preencha os campos abaixo para receber uma aula exclusiva!