fbpx
aprender frances

Curiosidades sobre o arquiteto Le Corbusier

Charles Edouard Jeanneret, conhecido como Le Corbusier, foi arquiteto, urbanista, escultor e pintor. Nasceu em 6 de outubro de 1887 em Chaux-de-Fonds, Suíça, mas foi naturalizado francês em 1930 ao se casar com a parisiense Yvonne Gallis. É uma figura muito admirada por criar uma nova linguagem na arquitetura ao dar espaço à iluminação, por modernizar técnicas, responder às necessidades sociais do homem moderno e gerar espaços funcionais.

 

Como tudo começou

 

Aos 13 anos entrou para a escola de arte e aos 15 anos, recebeu um prêmio da Escola de Artes Decorativas de Turim pelo desenho de um relógio. Em 1906 realizou seu primeiro projeto: a casa de um fabricante de relógios. Viajou pela Europa com o objetivo de aprimorar seus conhecimentos e começou a trabalhar no escritório de Auguste Perret, pioneiro do concreto-armado, onde recebeu importante influência em sua formação profissional. Depois fundou o Atelier das Artes Reunidas. Já em 1910 viajou à Alemanha, onde trabalhou como desenhista no estúdio de Behrens, outro pioneiro da construção moderna. Percorreu a Europa Central e a Grécia, produzindo desenhos que seriam depois reunidos no livro Viagens no Oriente.

Fase adulta


Iniciou na pintura, já com o pseudônimo de Le Corbusier, e fez exposições regulares até 1924. Participou, como professor, de uma nova seção da Escola de Chaux-de-Fonds, criada nos moldes da Bauhaus, projetando algumas casas para industriais da região. Realizou o projeto de uma cidade-jardim para sua terra natal, assim como o de um sistema para a reconstrução das cidades francesas destruídas pela Primeira Guerra Mundial. Em Paris trabalhou na Sociedade de Aplicação do Concreto Armado. Junto com o pintor Amédé Ozenfant publicou Après le cubisme, em que faziam críticas ao movimento e propunham um retorno ao desenho rigoroso do objeto. 


Revista 


Ozenfant e Le Corbusier fundaram a revista L’Esprit Nouveau, contando com a colaboração de importantes intelectuais como Aragon e Jean Cocteau. A revista passou então a ser sua principal atividade. Tornou-se, assim, um arquiteto conhecido entre a vanguarda parisiense antes mesmo de ter um número significativo de obras construídas. Dessa forma conquistou as primeiras encomendas e a realização de seus projetos, como as casas de campo nos arredores da capital francesa.


Nova arquitetura


Le Corbusier criou alguns princípios na arquitetura para orientar os seus objetivos:


– Edifício elevado em palafitas

– Estrutura autoportante composta por pilares e vigas

– Fachadas envidraçadas

– Plano livre flexível (sem paredes estruturais) de acordo com as funções dos edifícios e sua evolução

– Terraço no telhado como um jardim suspenso

– Organização do espaço com o uso de cores


As cores como linhas de pensamento


– Verde: adaptar a arquitetura ao seu ambiente, manter um contato permanente com a natureza

– Amarelo: uma arquitetura evoluindo com luz

– Azul: um contato permanente com o espaço

– Vermelho: o homem é o motor de sua criação


Em 1946 e 1947, junto com Oscar Niemeyer, participou dos estudos para a edificação da sede da ONU, em Nova Iorque. Sua consagração como grande arquiteto internacional só aconteceu na fase final de sua carreira. Em 1959, recebeu o título de doutor honoris-causa pela Universidade de Cambridge. Morreu em 1965.


Você conhecia essas curiosidades sobre Le Corbusier? E qual outro arquiteto francês gostaria de saber mais por aqui? Escreva nos comentários!


Bisous!


Elisa

Elisa Fingermann

Elisa Fingermann

Professora

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Todos os direitos reservados em 2019 para Avec Elisa.

CNPJ: 35.011.297/0001-75 | AVEC ELISA CURSO DE IDIOMAS | R: MEDEIROS DE ALBUQUERQUE, 55
Email: elisa@avecelisa.com.br

Domine os
sons do francês!

Preencha os campos abaixo para receber uma aula exclusiva!

Não enviaremos SPAM :)