Assuntos do momento

Qual a diferença entre a línguas, idiomas e dialetos?

Qual a diferença entre a línguas, idiomas e dialetos?

Existem línguas, idiomas e dialetos diferentes e todos ao redor do mundo sabem disso. Afinal, somos diferentes em vários aspectos culturais, logo, quando se trata de comunicação, não seria diferente.

O Francês é um idioma com sons, entonação e pronúncia que seduzem. É uma das línguas oficiais de trabalho das Nações Unidas como também a língua da diplomacia. São milhões de falantes nativos espalhados no mundo e com grande importância para a comunicação internacional.

O francês, além da Europa, é falado em suas ex-colônias africanas (Senegal, Costa do Marfim, Argélia e Marrocos) e no continente americano. Já na Guiana Francesa e Quebec é considerado língua oficial. A dúvida que cerca as pessoas é saber a diferença entre línguas, idiomas e dialetos.

Você sabe diferenciar? São diferenças muito importantes, mas todas com a mesma finalidade: promover a comunicação entre os falantes.

Língua

A língua é um instrumento de comunicação. Pertence aos falantes que dela se apropriam para estabelecer interações com a sociedade onde vivem. Assim como no francês, é um sistema formado por regras e valores presentes na mente dos falantes de uma comunidade linguística, aprendido com os inúmeros atos de fala que a pessoa tem contato.

Na fala encontramos as variações linguísticas, que jamais devem ser vistas como transgressões ao idioma, mas sim uma prova de que a língua é viva e dinâmica.

línguas, idiomas e dialetos

Idioma

Idioma é a língua própria de um povo. É relacionado com a existência de um Estado político, sendo utilizado para identificar uma nação em relação às demais. Por exemplo, na França, o idioma oficial é o francês, comum para a maioria dos falantes do país.

Mesmo que existam comunidades que utilizem outros idiomas, apenas a língua francesa é considerada oficial. No Canadá, dois idiomas são considerados oficiais, o francês e o inglês.

Dialeto

Já o dialeto é a variedade de uma língua própria de uma região ou território, relacionado com as variações linguísticas encontradas na fala de determinados grupos sociais. O dialeto acontece nesses grupos para usar a língua de maneiras diferentes e, também, a adequação para se expressar em situações mais formais.

Os contextos socioculturais, como as gírias e jargões, podem dizer muito sobre determinados grupos de uma região que usam do dialeto para se relacionarem.

As origens da língua francesa

Existiram duas bases para a língua francesa, chamadas de Langue d’oil e Langue d’oc, surgindo assim, inúmeros dialetos que eram falados na França. Langue d’oil era o dialeto usado no Norte da França, que se derivou de outros dialetos até chegar ao francês moderno. Já o Langue d’oc era falado no Sul, é o francês antigo, conhecido como provençal, ainda usado na minoria do sul da França pela população rural.

Por razões econômicas e culturais, e claro, pelo fato de que um dialeto derivado do Langue d’oil (o Île-de-france) ter sido adotado na região de Paris, o dialeto falado pelo povo do norte se tornou a base para o atual idioma francês. Outro ponto importante é que desde a época do Langue d’oil, Paris era considerada o centro da França.

Interessante, não é? Quais dialetos você conheceu viajando por aí e qual foi o que mais te chamou atenção? Escreva em francês aqui nos comentários!

Quer ir além no aprendizado?

Me siga no Instagram YouTube para ficar por dentro de vários conteúdos incríveis sobre a língua, cultura e literatura francesa!

Participe do nosso grupo no Telegram!