Assuntos do momento

Estudar na França é possível? — As maiores dúvidas dos estudantes

Estudar na França é possível? — As maiores dúvidas dos estudantes

Estudar na França é mais do que possível, mesmo que você não faça a menor ideia de como tornar real este sonho.

A verdade é que estudar na França é algo que não apenas os brasileiros pensam, mas todos os estudantes universitários ao redor do mundo. E, é claro, existe um belo motivo para isso.

estudar na frança é possível?

Estudar na França:

o segundo destino mais atraente para estudantes internacionais
De acordo com uma pesquisa realizada pelo Campus France em 2017, a França tem se tornado um dos destinos de estudo mais atraentes para alunos estrangeiros.

Sendo apontada por quase dois terços (64%) dos respondentes da pesquisa realizada, o seu resultado foi melhor do que o da Alemanha, EUA e Reino Unido. O único país com uma porcentagem maior foi o Canadá (69%)!

Com dados coletados entre julho e outubro de 2017 em parceria com o Kantar Public Institute, a pesquisa contou com a participação de 14.245 estudantes internacionais para identificar a atratividade da França como destino de estudo.

As respostas, então, foram divididas em três grupos:

1) 2.528 respondentes que estavam planejando estudar na França;

2) 4.876 estavam atualmente estudando na França;

3) 6.841 que já estudaram na França.

Compreender três fatores importantes

O objetivo da pesquisa era compreender três fatores importantes sobre o que diz respeito à França e aos estudos:

1) Como a França tem se firmado como destino de estudo;

2) O papel da língua francesa na atratividade do país;

3) O que os estudantes internacionais mais se lembram da experiência.

Resultados:

quais as razões mais importantes para estudar na França?

As razões mais apontadas para estudar no exterior, no geral, foram: ter uma experiência pessoal gratificante (38%), ter uma experiência internacional (37%) e obter um diploma internacionalmente reconhecido (35%);

estudar na frança é possível?

Onde estudar:

como escolher o curso ideal na França?

Se essa é a sua dúvida, acalme-se! Vou explicar tudo com cuidado para que você comece a se preparar.

Primeiro, você tem que fazer uma busca nas universidades francesas para saber se o curso que você quer é realmente o certo.

Se você for de cara apenas pela universidade, pode acabar se frustrando ao saber que o seu querido curso não está na grade dos cursos.

Mas como fazer essa pesquisa? 

Você obviamente deve estar pensando “Meu Deus, Elisa, eu nem sei por onde começar a procurar na internet”.

Bem, é verdade que apesar de ser uma fonte de pesquisa inimaginável, a internet pode causar certa confusão aos menos experientes.

Pensando nisso, o ideal é olhar os catálogos on-line do Campus France.

Espera, Elisa, o que é Campus France?

Campus France é a agência oficial do governo francês que promove o ensino superior na França em mais de 110 países. No Brasil, temos o Campus France Brasil.

O serviço prestado pelo Campus France Brasil é destinado a brasileiros ou estrangeiros que morem no Brasil. Além disso, precisam ser maiores de 18 anos.

E também precisam ter o desejo de iniciar ou continuar seus estudos na França. Seja uma graduação, intercâmbio acadêmico, mestrado, especialização, estágio, doutorado ou curso de francês.

O Campus France Brasil conta com cinco escritórios no Brasil, cada um deles responsável pelo atendimento de uma região ou estado

estudar na frança é possível?

Voltando ao tópico “Onde estudar”, após escolher sua universidade e seu curso, você fará a candidatura através do Campus France.

Agora, se você estiver morando fora do Brasil, pode entrar em contato por e-mail com a universidade, setor ou com a pessoa responsável pela candidatura internacional.

Será a universidade, setor ou pessoa que irá te informar tudo o que é necessário saber e o que você desejou saber – pois você terá que demonstrar muito interesse.

Como, por exemplo, os prazos e documentos necessários para a sua candidatura. Tenha em mente que cada universidade tem seus requisitos e regras.

Inscrições:

saiba como funciona o ano letivo francês

Você sabia que o ano letivo francês começa em setembro e termina em junho – início de julho?

Soa estranho, não é mesmo? Isso acontece porque a França possui um calendário escolar um pouquinho diferente do Brasil. 

Por causa disso, o calendário de inscrições de algumas universidades e bolsas de estudos já abrem em outubro ou novembro do ano anterior.

Ou seja, você precisa se preparar com antecedência e ficar sempre de olho!

Caso você queira fazer a sua candidatura através do Campus France o que eu indico bastante! -, saiba que o período de inscrições começa em novembro e vai até janeiro.

Candidatura:

como fazer a minha?

Você precisa entrar em contato com o Campus France. Para até irritante de me ver escrevendo a mesma coisa, mas essa é a única forma para quem mora no Brasil — e a opção mais tranquila para você!

Documentos necessários

Os principais e que não podem faltar de maneira alguma são diploma, currículo, histórico universitário e passaporte.

Outro detalhe bastante comum é pedirem uma Carta de Motivação (lettre de motivation). Nela, você deverá dizer o porquê quer estudar na universidade escolhida e falar sobre o seu percurso acadêmico.

Também há casos em que bolsas de estudos pedem Cartas de Recomendação de professores ou supervisores.

Caso você não queira fazer uma graduação, mas um mestrado, também pode ser pedido o seu projeto de pesquisa para complementar o dossiê.

estudar na frança é possível?

Tradução dos documentos

É exatamente isso que você leu! É preciso traduzir os seus documentos para o francês.

E prepare o bolso: uma tradução juramentada em francês não sai barato – e com razão, pois não é fácil e rápido traduzir!

O lado positivo é que apenas o diploma e o histórico universitário precisam de tradução juramentada. Todo o resto pode ser feito por você – caso saiba francês, é claro.

estudar na frança é possível?

E então, já começou os planejamentos para estudar na França? Lembrando que pelo menos o básico do francês você deve saber.

Se gostou desse artigo, comente e compartilhe com os amigos para que eu traga mais conteúdo assim.

Quer ir além no aprendizado?

Me siga no Instagram e YouTube para ficar por dentro de vários conteúdos incríveis sobre a língua, cultura e literatura francesa!

À la prochaine,

Elisa.

Participe do nosso grupo no Telegram!