Quais os bairros descolados da França?

A França é um dos países mais visitados da Europa e os franceses estão acostumados com o grande número de turistas em todas as temporadas do ano. Se você quer fugir dos principais pontos turísticos de Paris essa lista pode ajudar. Confira três bairros descolados que atraem a atenção de visitantes, mas não ficam tão lotados.

 

 

Le Marais

 

 

Um dos bairros mais frequentados pela juventude universitária francesa, fica entre o Haute Marais e o Le Marais. Além do Centre Pompidou, um dos maiores museus da cidade, o bairro é repleto de galerias de arte e lojinhas. Não deixe de visitar a Place des Vogues, uma das mais antigas da capital cercada de prédios da metrópole.

 

 

Belleville

 

 

Por muitos anos esse bairro foi associado aos imigrantes e operários de Paris. A sua imagem era negativa por parte dos parisienses. Foi nesse bairro, que a cantora Édith Piaf nasceu. O bairro foi revitalizado por jovens e artistas ganhando um toque multicultural. Atualmente quem visita as ruas de Belleville encontra grafites nas paredes e galerias de arte. Coloque na lista uma visita ao parque Belleville que tem uma vista incrível da cidade e bastante área verde.

 

 

Canal Saint-Martin

 

 

O Canal Saint-Martin fica no 10°Arrondissement e é um dos lugares mais descolados em Paris. Diferente de outros lugares da capital, por lá você não irá encontrar atrações turísticas e monumentos. Vale a pena passar pelo menos algumas horas andando pelas margens do canal que cruza o bairro ou fazendo o percurso de bicicleta pelas ciclovias que são abertas aos domingos.  

O que mais é importante você saber sobre os bairros e as regiões de Paris?


– Os bairros de Paris não têm nome, apenas números – de 1 a 20. Quanto menor o número, mais central é o bairro.


– Saint Germain, Quartier Latin, Marais, Montmartre entre outros são nomes dados a algumas regiões, que podem englobar mais do que um bairro.


– Se você ficar hospedado em um bairro central, você poderá fazer quase tudo a pé. Além da praticidade e da economia com transporte, andar a pé a maneira mais gostosa de conhecer a cidade.


– Ficar hospedado perto da Torre Eiffel não é ruim, mas não é a melhor opção. Existem outras regiões bem mais centrais. Muitos hotéis vendem a proximidade à torre como uma vantagem, mas é uma pegadinha para os turistas.


– Os grandes hotéis de rede ficam localizados nas extremidades da cidade. Geralmente, as agências de viagem indicam esses hotéis para os clientes justamente porque são hotéis de redes. A localização quase sempre é muito ruim (não é perigoso, apenas distante e pouco simpático). Se o seu hotel fica perto de uma porta (ex.: porte de La Chapelle, Porte Maillot entre outros), você não estará bem localizado.


– Não se hospede perto do aeroporto! É muito longe, não muito agradável, vai gastar muito tempo e muito dinheiro com o transporte. 


O que achou das dicas? Escreva aqui nos comentários quais bairros conheceu ou pretende visitar na França?


Bisous!


Elisa

Gostou?
Divida isso com o mundo!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on google
Share on telegram

Todos os direitos reservados em 2019 para Avec Elisa.

CNPJ: 26.240.088/0001-02 | Rua Medeiros de Albuquerque, 55

Domine os sons do francês!

Preencha os campos abaixo para receber uma aula exclusiva!